Técnico em segurança do trabalho

"Aquele que verifica as condições de trabalho de uma empresa, identificando fatores de risco e propondo sua solução"
Fonte: Dicionário Michaelis

O que é ser técnico de segurança do trabalho?

O técnico de segurança do trabalho é o profissional que analisa os métodos e processos de trabalho, identificando suas condições e fatores de risco, propondo melhorias e maior segurança. É ele quem estuda o ambiente dos funcionários de uma empresa para ver se as normas trabalhistas estão sendo cumpridas, tanto em questões como higiene e alimentação, quanto em fatores que expõem a vida do empregado. O técnico, com isso contribui para que muitos acidentes sejam evitados, trazendo maior qualidade de trabalho a toda empresa.
 

Quais as características necessárias para ser técnico de segurança do trabalho?

É necessário que o profissional apresente as seguintes características:

  • Adaptação a novas situações
     
  • Capacidade de análise
     
  • Atenção a detalhes
     
  • Desejo por resolver pequenos problemas
     
  • Paciência
     
  • Capacidade de lidar com pessoas menos instruídas
     
  • Capacidade de síntese
     
  • Facilidade para pesquisa e levantamento de dados

Qual a formação necessária para ser técnico de segurança do trabalho?

Para se tornar técnico de segurança do trabalho é necessário que o estudante inscreva-se em um curso técnico da área, que tem duração de dois anos, sendo que isso pode ser feito enquanto ele estuda no ensino médio ou após sua conclusão, dependendo da instituição que ele cursar. Durante o curso, ele terá acesso às disciplinas que lhe proporcionarão a interpretação e execução das normas de segurança do trabalho, operação de instrumentos de avaliação ambiental, condução do trabalho técnico em segurança do trabalho e outras matérias de âmbito sociológico que o ajudarão a compreender o universo das relações de trabalho.

Principais atividades de um técnico de segurança do trabalho

Entre as atividades diárias deste profissional estão: avaliar as condições ambientais de trabalho e subsidiar o planejamento de forma segura para o trabalhador e para a empresa em que atua. Além disso, outras atividades do técnico de segurança do trabalho são:

  • Prestar assessoria a assuntos ligados à segurança do trabalho
     
  • Emitir pareceres técnicos sobre riscos existentes no ambiente de trabalho, bem como orientar empregador e empregado sobre medidas de prevenção, eliminação e neutralização de riscos no trabalho
     
  • Analisar métodos e processos de trabalho
     
  • Identificar os fatores de risco, propondo sua eliminação ou controle
     
  • Executar e verificar o cumprimento dos procedimentos de segurança e higiene do trabalho, avaliando os resultados
     
  • Desenvolver programas de treinamento, cursos, campanhas e palestras, com objetivo de divulgar normas de segurança, visando evitar acidentes do trabalho
     
  • Indicar, solicitar e inspecionar equipamentos de proteção coletiva e individual dos trabalhadores
     
  • Executar atividades ligadas à segurança e higiene do trabalho que objetivem a eliminação, controle ou redução permanente dos riscos de acidentes e melhorias das condições do ambiente
     
  • Levantar dados estatísticos de acidente e doenças para ajustes nas ações preventivas
     
  • Identificar atividades insalubres e perigosas existentes na empresa, informando ao empregador e trabalhadores sobre seus riscos, bem como medidas preventivas ou neutralizantes

Áreas de atuação e especialidades

Devido a uma maior preocupação com as condições de trabalho oferecidas aos funcionários e rigorosidade da lei que regulamenta as relações trabalhistas, a atuação do técnico de segurança do trabalho tem, hoje, grande impulso e variadas opções em seus nichos de mercado. Ele pode atuar desde pequenas empresas regionalizadas até grandes multinacionais que procuram instalar suas filiais no Brasil devido à mão-de-obra barata que encontram aqui. Também, empresas governamentais de médio e grande porte podem ser locais de atuação para este profissional, pois torna-se necessária sua presença nestas companhias para maior verificação do cumprimento das normas trabalhistas, devido a seu tamanho e maior dificuldade de acompanhamento dos processos de trabalho.

Mercado de trabalho

O mercado para o técnico de segurança do trabalho é amplo e predomina nas grandes empresas, localizadas, principalmente, nas metrópoles do país. A região Sudeste (onde se localiza o estado de São Paulo) é uma das que mais registra acidentes e doenças ocupacionais, por concentrar maior número de empresas, demandando ações prevencionistas importantes. Assim, torna-se um mercado atrativo para este profissional, que pode desenvolver importantes técnicas de profilaxia e prevenção da saúde do trabalhador, detectando os riscos ao profissional e apontando soluções.

Curiosidades

Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), há mais de 1,2 milhão de mortes por acidente de trabalho no mundo, sendo que o Brasil ocupava em 1999 a 15ª posição no ranking de países com mais acidentes no ambiente de trabalho. Este fato é explicado pela deterioração das condições de trabalho causadas pela globalização, o desrespeito ao direito de segurança do trabalhador e a falta de cumprimento da lei ou regulamentação adequada de segurança. Diante dessa situação, a atuação do técnico de segurança do trabalho foi valorizada, por meio da adoção de políticas mais contundentes para a prevenção dos fatores de risco incidentes nos locais de trabalho. Com isso, a profissão que não era muito conhecida no meio empresarial, ganhou novo fôlego a partir do final da década de 90, com o aumento da demanda por estes profissionais, que passaram a ser peça fundamental na estrutura de médias e grandes empresas no país e no mundo.

Mentalidade em desnvolvimento

Boa parte das empresas ainda não conta com a presença e atuação de um profissional de grande importância para o bom desenvolvimento das empresas e seus funcionários, que é o técnico que segurança do trabalho. Na verdade em muitas empresas ele existe, mas somente de fachada, ou então fazendo outros tipos de serviços. Nas grandes empresas existe o engenheiro de segurança, responsável pela elaboração de projetos que visam a segurança do trabalhador.

Muito se pensa que estes profissionais só atuam quando acontece algum acidente ou para responderem quando os acidentes inevitavelmente acontecem, porém sua área de atuação é bem mais complexa e minuciosa, para evitar maiores problemas à empresa e principalmente ao trabalhador.

Com a constante busca por lucros acirrada pela concorrência, quando um funcionário se machuca pode significar prejuízo a produtividade e gastos com tratamento, e problemas maiores com substituição de funcionário e possíveis indenizações.

Sabemos hoje que a prevenção é a principal meta da área da segurança do trabalho dentro da empresa, pois a prevenção sem duvida é mais barata que o tratamento, diga-se reabilitação, apesar de ainda haver certa resistência por parte de empresários e até na mentalidade das pessoas, mas vemos que os caminhos estão mudando e abrindo espaço para o trabalho dos profissionais que trabalham com a segurança do trabalho nas empresas.

Tópico: Tecnico segurança do trabalho

Data 21/09/2013
De sergio fernandes
Assunto responsabilidades

É verdade trabalho em obra a mais de 20 anos vimos que hoje é cada vez mais dificil de atuar no setor porque os próprios engenheiros só pensa em produção e em produzir e esquece da nossa segurança.tenho uma inesqueci
vel .trabalhar com segurança para não ficar na lembrança.

Data 31/05/2011
De maria_0036@hotmail.com
Assunto tabalho

abalho

Data 13/06/2010
De pedro
Assunto ts

muito importantye esta profissional, se bem que as vezes nos chateamos com eles mas eles so querem nosso bem

Data 27/05/2011
De Dioni Santos
Assunto Re:ts

Muito bem colocado, Nós Téc. de Seg. queremos o bem tanto físico como mental dos Trab.
As vezes temos que ser rigorósos porque somos cobrados, para a empresa não ter um nível de acidentes e incidenres altos.

Mais vale um trabalhador conscientizado que uma montanha de EPI

 

Pesquisar no site

Dia do Tecnico de Segurança do trabahlo 27 de Novembro

 

Entrevista perfil

Cantinho do humor

QUE OS ADVOGADOS ME DESCULPEM E JÁ NEM LEIAM!
O TST desceu aos portões do inferno e foi admitido.
Mal havia chegado, já estava insatisfeito com o baixo ní­vel de conforto do inferno.
Logo começou a fazer programas de prevenção e várias obras de benfeitorias tomaram início.
Verificou que o grande calor gerado com o fogo do inferno poderia converter em energia.
Verificou também que os precipí­cios que lá existiam poderiam proporcionar vistas panorâmicas.
Pouco tempo depois já havia no inferno setores aclimatizados com ar condicionado, escadas rolantes, elevadores panorâmicos, piscinas com água aquecida...
Com a climatização foi possí­vel criar vários paisagismos diferenciados.
O TST era um cara muito popular por lá.
Um dia, Deus chamou o diabo ao telefone e perguntou, ironicamente:
- E então, como estão as coisas aí­ embaixo?
E o diabo respondeu:
- Uma maravilha! Agora temos ar condicionado, banheiros reformados, escadas rolantes, elevador panorâmico, isso sem falar no que o nosso TST está planejando para breve!
Do outro lado da linha, surpreso, Deus exclamou:
- O quê!?! Vocês têm um TST aí­? Isso foi um engano!
Técnicos de Segurança do Trabalho nunca vão para o inferno.
Mande-o subir aqui, imediatamente!
O diabo respondeu:
- Sem possibilidade! Eu gostei de ter um TST e continuarei mantendo-o aqui.
Deus, já mais irritado, fala em tom de ameaça:
- Mande-o para cá, agora, ou tomarei as medidas legais necessárias.
Eis que o diabo soltou uma gargalhada:
- Hahahaha! Onde você vai arrumar um advogado, estão todos aqui?

       Vida de TS

Três amigos se encontram, durante um almoço...

O que você está fazendo na vida, João (ex-executivo da Pirelli)?
- Bem... eu montei uma recauchutadora de pneus. Não tem aquela estrutura e organização que havia quando eu trabalhava na Pirelli mas vai indo muito bem...

- E você, José (ex-gerente de compras da Caterpillar)?
- Eu montei um posto de gasolina bandeira BR. Evidentemente também não tenho a estrutura e a organização do tempo que eu trabalhava na CAT, mas estou progredindo...

- E você Orlando (ex-Técnico em Segurança de uma grande empresa)?
- Eu montei um puteiro.
- Um puteiro???
- É, um puteiro! É claro que não é aquela zona toda da área de Segurança, mas já tá dando algum lucro...

Visite-nos no Facebook https://www.facebook.com/pages/Os-Executantes/313188495510000?ref=hl

Criar sites grátis Webnode